A modesta exibição do Benfica significa o quê?

Ali pela hora de jogo, com o Tondela empenhado no contra-ataque e a fazer a vida negra ao Benfica, compreendi que um rasgo de Tomané – já improvável, pois estava no limite e saiu de seguida – ou uma cavalgada do venezuelano Jhon Murillo – um ex-benfiquista que ainda há uma semana pusera a pão e água a defesa da Argentina – poderiam provocar um escândalo na Luz. Como ia acontecendo, aliás, na jogada do golo invalidado. Seria injusto? Ora, no futebol não há justiça e o Benfica pôs-se a... Leia o resto →