E se fosse possível juntar o talento de Messi e a cabeça de Cristiano?

Se soubesse que mais depressa acontecia, mais cedo teria falado… Estou a brincar, obviamente, mas a verdade é que contra o meu prognóstico sombrio de há oito dias, Cristiano Ronaldo voltou a fazer história com uma nova exibição de qualidade inatingível por qualquer futebolista. Sim, nem por Messi, que tem um talento futebolístico só ao nível de Pelé e de Maradona – concordo com Fabio Capello – mas que não supera em força mental, capacidade de jogar sob pressão e multiplicidade de recursos o madeirense. Um é indiscutivelmente um génio,... Leia o resto →