Televisão cerca António Costa

Na TVI, “Gente que não sabe estar”, de Ricardo Araújo Pereira, sublinha, como cabe a um programa de humor, as contradições, os absurdos e os erros dos poderosos. É um reforço natural para a oposição – menos alvejada pelas críticas por ser menos protagonista – e que vem juntar-se, no suplício do Governo, a “Deus e o Diabo”, de José Eduardo Moniz, na estação de Queluz, e “A procuradora”, de Manuela Moura Guedes, na SIC. São três pilares relevantes no desgaste a que se sujeita António Costa, como se não... Leia o resto →