Bom para Cristina, mau para Júlia

O árbitro sueco Mohamed Lahyani, um dos melhores do Mundo, ficará para sempre ligado ao US Open de ténis, que amanhã finda, por ter sido intérprete de um caso insólito. Incomodado com o descontrolo emocional do australiano Nick Kyrgios, um dos novos talentos da modalidade, que perdia com o francês Pierre-Hugues Herbert, Lahyani desceu da cadeira e tentou serenar Kyrgios. Mas as câmaras de TV captaram parte do diálogo, em especial uma frase do juiz: “Eu quero ajudar-te”. Aquilo que parecia um ato piedoso e louvável, rapidamente passou a tema... Leia o resto →