Igrejas Caeiro não merecia isto

“Não é verdade que não tinha nada, eu tinha o rádio ligado” – Marilyn Monroe, mito do cinema, 1926-1962 Bem antes do 25 de abril, subi no meu Fiat 600 ao Alto do Lagoal, em Caxias, para ver onde morava Francisco Igrejas Caeiro, de que só conhecia a fama – e que silêncio, que vista sobre o Tejo, que casa, que sítio fabuloso! Estava então longe de imaginar que visitaria um dia a moradia – projetada pelo arquiteto Keil do Amaral – e o proprietário. Isso aconteceria largos anos depois,... Leia o resto →