Tranquilos… que ninguém aqui vai preso

Quando o perguntador da Sport TV quis saber que “notas maiores” (!) Bruno Lage tinha tirado da partida de Coimbra, o treinador do Benfica surpreendeu-nos: “Antes de falar do jogo, falar do minuto 30. Isto tem que acabar, acho que foi um adepto para o hospital mas ninguém foi preso. A gente tem de começar a prender esta malta, sejam eles pretos, vermelhos, azuis, verdes… Quem tem este comportamento num estádio tem de começar a ser preso”. Esta nota pedagógica do técnico, à revelia do repórter atarantado, tem, pelo menos,... Leia o resto →

Por que comem bacon e salsichas os portugueses quando estão de férias?

Nas férias, li com prazer e preocupação crescente dois livros que tinha em atraso: “A vida secreta dos intestinos”, da gastroenterologista alemã Giulia Enders, lançado em Portugal em 2015, e “A alimentação cura tudo”, do mediático dr. Mehmet Oz, que adquiri em 2018. Sim, sou daqueles que compram livros. Curiosamente, partilhei um “buffet” de hotel com turistas que tudo fizeram para me horrorizar com opções gastronómicas tanto mais assustadoras quanto mais ia avançando na leitura. Porque será que os portugueses quando estão de férias seguem as escolhas suicidas dos estrangeiros... Leia o resto →

Figueira da Foz

Estou de férias e não vejo TV, pelo que opto por uma reflexão sobre a nossa vida política, atividade condicionada pela capacidade – ou ausência dela – com que os protagonistas tentam dominar o monstro que é a televisão, que projeta uns e remete outros para o armário dos fracassos. A forma como António Costa desfila pelos palcos nacionais e estrangeiros, o à vontade com que enfrenta as câmaras e o gozo com que deve olhar para os números das sondagens, resulta muito dos bons ventos que sopram para a... Leia o resto →

Só a família poderá proteger João Félix

Há dias, o jornalista Roberto Palomar escrevia no diário “Marca”: “Só o tempo dirá se os 120 milhões por um recém-chegado à elite são um investimento lucrativo ou um desperdício. Por razões biológicas, João Félix não tem passado. Só tem futuro”. Este comentário do autor de “No me gustam los lunes”, homem pouco dado a punhos de renda, é apenas uma reflexão educada entre os muitos sinais daquela desconfiança com que no país vizinho se encara a transferência do português. Não se estranha, basta que recordemos o que disseram de... Leia o resto →

Licensiados e ignurantes: a intimidada

Acabo de ver na SIC Notícias a reportagem sobre uma tentativa de despejo em Campo de Ourique, Lisboa. Em voz off, um licenciado em jornalismo informa-nos que a inquilina “foi intimidada a sair” pelo proprietário da loja. Não se duvida que a senhora se sinta intimidada com a posição de força, mas entristece-nos que alguém com um curso de Comunicação Social ignore a diferença entre intimar e intimidar. E que quem manda nele se calhar também…

O martírio da TVI não acaba

O falhanço de “Like me” e a falta de um plano B obrigou a TVI a novo remendo na programação, “esticando” para quase quatro horas (!) o “A tarde é sua”. E faz pena ver o esforço de Fátima Lopes para conseguir tirar alguma coisa de um pastelão que se arrasta penosamente – registou, na última terça-feira, um “share” baixíssimo: 8,6%, com uma audiência média de 195 mil espetadores. Não há muito, a apresentadora da TVI discutia com Júlia Pinheiro a liderança da hora do chá e agora, no mesmo... Leia o resto →

Global Media falha pagamento de salários

A Global Media falhou hoje o pagamento dos salários aos trabalhadores de JN, O Jogo, TSF e DN – ou ao que resta dele (vendas de 3 mil e 600 exemplares por semana em abril, segundo dados da APCT). Como lhe competia, a Direção do Sindicato dos Jornalistas emitiu um comunicado em que condena a postura da administração do grupo, mas sem apontar, como é hábito, o rumo a seguir. O SJ só aceita o pleno emprego, propõe reuniões que nunca chegam a realizar-se – seria, aliás, tempo perdido num... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top