Da egomania de Cristiano a Zidane e aos egos ocos no Sporting

A primeira semana do divórcio de Cristiano Ronaldo com o Real Madrid foi fértil em apoios ao jogador e críticas a Florentino Pérez, não faltando também o fel largado pelos muitos inimigos de CR7, que aproveitaram o que consideram uma oportunidade: pode ser que desta vez lhe corra mal. Pela minha parte, mantenho a ideia de que se tratou de um erro, cometido em simultâneo pelo craque e pelo emblema merengue, que se separaram talvez por motivos diversos mas seguramente por um: Cristiano e Florentino perderam a paciência um com... Leia o resto →

Salazar e a razão de Victor Moura-Pinto

A TVI classifica de “crónica política” umas graçolas sobre um conjunto de “apanhados” de personalidades que percorrem o país. No domingo, na rubrica “Seis por meia dúzia”, do “Jornal das 8”, Victor Moura-Pinto reuniu – e legendou com “mhons”… – diálogos de comes e bebes na Feira de Santarém, em que ficámos a saber que Marcelo gosta de línguas de gato Roveredo, Catarina tem rinite alérgica, Costa acha que o porco preto é o melhor ou que Rio entende que devíamos exportar comentadores. O repórter-cronista ligou os dez minutos (!)... Leia o resto →

O maior erro da vida de Cristiano Ronaldo

Escrevo esta crónica após três dias a ouvir e a ler que a contratação de Cristiano Ronaldo pela Juventus estava “por horas”. Vou admitir, assim, que o leitor continue hoje à espera daquela que será uma boa notícia para a Juventus e para Jorge Mendes, mas péssima para o Real Madrid e para o craque português. Para o clube porque renuncia, estupidamente, à sua maior referência, um jogador na plena posse das raríssimas capacidades que o tornam único e que marcou, em nove épocas, 451 golos em 438 jogos –... Leia o resto →

Os dois grandes trunfos da CMTV

Tornou-se banal assinalar o crescimento da CMTV, que em junho obteve o melhor resultado de sempre: 4% de share médio mensal. A 14 do mês findo, a estação deste jornal alcançara já 5,7% de share diário, mais que SIC Notícias e TVI24 juntas, e no semestre liderámos em… 181 dias.   Há anos, passei férias num hotel excelente, em que tudo funcionava bem exceto o buffet. A comida era boa e o pessoal atencioso e diligente, mas no meio da confusão provocada por dezenas de utilizadores em simultâneo a descoordenação... Leia o resto →

Elogios de amigos em “Conta-me como és”

O êxito do “Alta definição”, na SIC, cuja fórmula permite a Daniel Oliveira o distanciamento que faz dos entrevistados os efetivos protagonistas, leva a que outros comunicadores se atrevam a tentar a sua sorte no género. Foi o caso de Fátima Lopes, cuja popularidade a TVI aproveitou para lançar “Conta-me como és”. A apresentadora, com o jeito peculiar que a distingue, criou uma espécie de clube de amigos, em que as entrevistas – que ela classifica de “intimistas” – se transformam em sessões de elogios mútuos, a que Fátima soma... Leia o resto →

Espuma dos dias

A pobre exibição da Seleção paira como um sonâmbulo que espera por segunda-feira voltado para o autocarro de Carlos Queiroz. A crise do Sporting voltou a dominar os debates, com o “happening” de ontem a tomar largas horas de transmissões televisivas. Infelizmente, os ânimos extremaram-se tanto que o apelo de Rogério Alves para se “abolir a linguagem bélica” caiu em saco roto e a violência anda no ar. E nesta questão de abuso de palavreado e postura agressiva, a culpa é menos da marginalidade e mais de quem se admitia... Leia o resto →

A Seleção vai inexplicavelmente no rumo certo

“In illo tempore”, viviam ainda os professores na ilusão da terra onde escorria o leite e o mel, era a estrelinha de António Costa que empalidecia, com os Kamov avariados, as capoeiras por restaurar, a pressão dos lóbis a exigir mais meios, enfim o verão bombeiral a ameaçar deixar tudo descalço outra vez. Mas a entrada em parafuso do presidente do Sporting aspirou o interesse dos média e as emoções da canalha com a gula com que o papel mataborrão absorve a tinta – e Costa refugiou-se no limbo. Encravado,... Leia o resto →

Cristiano e Messi: o mais forte de todos e o melhor da história

Vejo como um caso de estudo que a justa euforia em torno do histórico desempenho de Cristiano Ronaldo, frente à Espanha, seja acompanhada por críticas absurdas a Lionel Messi, por não ter convertido um penálti e carregado a seleção argentina às costas. Vão ser esses os comentadores que amanhã, se Cristiano estiver mais apagado face a Marrocos e Messi fizer um jogo ao seu nível contra a Croácia, dirão ou escreverão precisamente o contrário do que fizeram nos últimos dias. Tantos anos a ver futebol sem entenderem que, num minuto,... Leia o resto →

A pobreza das marchas populares na RTP

Foi o quarto programa mais visto de terça-feira, com 758 mil telespectadores – à frente de “Secret Story”, da TVI – e o segundo em “share”, a seguir à novela “A herdeira”, também da TVI. A transmissão das marchas populares deu à RTP um pico do “glamour” que há tanto tempo se foi. Um dos motivos dessa perda esteve, aliás, patente na noite de Sto. António, com a forma pouco imaginativa, para não dizer desleixada, como o canal acompanhou o desfile. No início de cada apresentação, um grafismo “naif” apontava... Leia o resto →

Jogámos a passo, devagar e devagarinho, à espera do mesmo de sempre

A bola sobe fora do alcance do mais alto da barreira, Piqué, faz a barba a Busquets, que estica a cabeça em desespero sem lhe conseguir tocar e desce para a gaveta de De Gea, incapaz de reparar, com uma defesa impossível, o seu erro descomunal no segundo golo de Cristiano: e assim fez o capitão, ao cair do pano, o imerecido empate para Portugal. Imerecido não é talvez o termo adequado porque no futebol não há justiça e os protagonistas é que contam, sejam 11 ou apenas um, como... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top